Massachusetts Daily Collegian

O lado ruim que acompanha uma transferência

Dê uma chance a Umass antes de decidir deixá-la

Judith Gibson-Okunieff/ Daily Collegian)

Judith Gibson-Okunieff/ Daily Collegian)

Hang on for a minute...we're trying to find some more stories you might like.


Email This Story






Traduzido por Stephanie Alves

Editado por Vanessa de Souza Soares

A transição do ensino médio para a faculdade é diferente para cada estudante, e, às vezes, essa mudança pode ser muito difícil para alguns. As vastas possibilidades disponíveis em uma universidade pode ser esmagadora para um calouro, principalmente quando tentam fazer novos amigos e escolher um percurso acadêmico. Muitas vezes, deixando para trás o conforto de um ambiente de ensino médio provoca um estresse imenso sobre os jovens que podem sentir-se desequilibrados. Tudo isso pode criar uma nova etapa bastante interessante, algo que eu entendo completamente, após passar por isso sozinho. Apesar da minha consciência dessas circunstâncias difíceis, eu sinto que alguns alunos que enfrentam adversidades durante seu primeiro semestre culpam a própria Universidade. A escola torna-se uma causa concreta de infelicidade para o indivíduo, embora as circunstâncias que enfrentam sejam inteiramente pessoais.

A decisão de uma transferência é algo que uma pessoa deve decidir por si, mas acabo me perguntando se esta escolha é, muitas vezes, tomada às pressas porque o aluno ainda não encontrou o que estava buscando. Isto não deve ser confundido com o desejo de transferir-se porque uma escola simplesmente não era o que uma pessoa estava procurando, mas sim sobre os alunos que decidem isto sendo que os problemas que os afligem podem ser corrigidos nesta mesma universidade. Parece que quando as coisas não acontecem tão rápido quanto gostaríamos, essa insatisfação dá lugar à busca de uma causa, o que nos leva a culpar a própria escola. O período de tempo de adaptação à vida universitária varia; reconhecer essa diferença pode aliviar a pressão imposta sobre os jovens que se sentem estar fora de lugar.

Na Universidade de Massachusetts, as oportunidades disponíveis para fazer esta transição mais fácil são inúmeras. Com centenas de Organizações Estudantis Registradas (RSO) e uma infinidade de equipes esportivas intramurais, é seguro dizer que há opções para cada tipo de aluno. Uma grande parte de fazer de um campus universitário sua nova casa é a importância de se sentir com propósito; isto pode ser adquirido através da participação em atividades extracurriculares que realmente lhe interessam. Eu sempre ouvi dizer que o tamanho da população estudantil da UMass é muito grande para um estudante desenvolver um senso de comunidade, mas essa lógica não leva em conta as muitas maneiras em que este objetivo pode ser atingido. Quando um aluno participa de clubes ou esportes que lhes interessam, eles inevitavelmente encontram outros indivíduos com gostos e costumes semelhantes, criando assim uma unidade menor de pessoas para com quem se cercar. Com uma comunidade de estudantes que frequentam a UMass de todo o mundo, a diversidade é tão grande que encontrar pessoas semelhantes a si mesmo é completamente realista. Nesta escola, em particular, podemos desfrutar da liberdade de viver e nos associar com pessoas bastante diferente de nós, algo que muitas outras escolas não podem oferecer aos seus alunos. Esta combinação de atributos pode muitas vezes parecer assustadora, mas acaba fornecendo a seus alunos meios de fazer a Universidade ser – ou fazer –  o que desejam.

Cultivar novas experiências em qualquer lugar é difícil. É inevitável enfrentar obstáculos durante a busca por um propósito pessoal neste tipo de ambiente. Cada aluno se adapta diferentemente; aprendendo a confiar e a utilizar os recursos disponíveis pode fazer com que esta adaptação seja menos onerosa. Peço às pessoas que se sentem como se a UMass não tivesse o potencial para fazê-los felizes para darem tempo ao processo. Muitas vezes esperamos que tudo que desejamos aconteça instantaneamente, mas isso não é realista. Seja tratar-se de encontrar um grande grupo de amigos, descobrir o caminho que devemos tomar academicamente ou simplesmente sentir-nos confortáveis na universidade, nós estudantes, devemos decidir que a transferência é necessária somente quando todas as opções tenham sido esgotadas. No final, se nada funcionou, encontrar uma nova escola pode ser a decisão certa a tomar. No entanto, não dar a chance que a UMass merece seria um grande desserviço a longo prazo.

Jake russo é um colunista Collegian e pode ser alcançado através de seu email [email protected]

Stephanie Alves pode ser alcançado em [email protected]

Vanessa de Souza Soares pode ser alcançado em [email protected]

Leave a Comment

If you want a picture to show with your comment, go get a gravatar.




Navigate Right
Navigate Left