Amherst College sedia o City Streets Festival

O festival visava reunir os alunos

%28Yurika+Yamazaki%2F+Daily+Collegian%29
Back to Article
Back to Article

Amherst College sedia o City Streets Festival

(Yurika Yamazaki/ Daily Collegian)

(Yurika Yamazaki/ Daily Collegian)

(Yurika Yamazaki/ Daily Collegian)

(Yurika Yamazaki/ Daily Collegian)

By Yurika Yamazaki, Charles Williams, and Gabriella Lalli Martins

Hang on for a minute...we're trying to find some more stories you might like.


Email This Story






Na segunda-feira, o Amherst College sediou o City Streets Festival, uma comemoração de um dia de comida, música, e entretenimento de diferentes nacionalidades ao redor do mundo. O evento, que foi patrocinado pelo escritório do presidente da faculdade, atraiu 1.500 pessoas no mínimo, incluindo alguns alunos, professores e moradores da região, para aproveitar as festividades, mesmo sob chuva leve.

Yongheng Zhang, que leciona matemática no Amherst College, participou do evento com sua esposa e filho.

“Este evento é excelente porque é organizado não só para estudantes universitários, mas também para todos, incluindo crianças. Meu filho brincou no castelo inflável por uma hora”, disse ele.

Ele continuou, “Isso é bom para uma noite de segunda-feira. Eu me sinto relaxado e pronto para voltar ao trabalho na terça.”

Austin Huot, diretor de conferências e eventos especiais do Amherst College, e Davis Bannister, o coordenador do evento, foram os principais organizadores do City Streets Festival. O objetivo de Bannister era reunir os alunos e representar as identidades de todos eles com suas bandeiras nacionais.

“Recebemos informações sobre suas nacionalidades do banco de dados dos alunos. Também fizemos uma pesquisa e recebemos alguns comentários”, disse Bannister.

“Descobrimos que precisávamos da bandeira nacional do Tajiquistão, mas não tínhamos uma. Acabamos pedindo uma nova bandeira e a colocamos com sucesso na parede”, ele acrescentou.

Segundo Huot, é importante criar uma comunidade inclusiva, porque tem muitos estudantes internacionais no Amherst College.

As pessoas experimentaram comida internacional de graça. Os chefes que trabalhavam no refeitório do Amherst College serviam comida de várias áreas diferentes: África, Ásia,  América Latina, Estados Unidos, Canadá e França.

Segundo Stefania Patinella, a chefe executiva dos Serviços de Jantar no Amherst College, tacos de barriga de porco e tacos de frango foram as comidas mais populares, e as pessoas tiveram que esperar em longas filas para obtê-los.

“Estou feliz que o tempo não estava tão ruim em comparação com a minha expectativa”, disse Patinella. “Nos preparamos muito para este evento. Eu planejei tudo; o tipo de comida que devia ser feito ou como deviam ser servidos”.

“Cada chefe tem seu próprio papel e está fazendo um ótimo trabalho, então eu não quero desperdiçar nosso esforços por causa do tempo”, ela acrescentou.

Os estudantes do Amherst College desfrutaram a comida grátis enquanto participavam de culturas internacionais. Emily Ma, uma estudante de terceiro ano com especialização em bioquímica no Amherst College, disse:

“Quando ouvi a música de fundo, descobri que a maioria das músicas eram cantadas em línguas diferentes”.

“Eu acho que a maioria das pessoas desistiram deste evento por causa da chuva”, disse Youna Choi, uma estudante de segundo ano com especialização em neurociência do Amherst College. “Mas eu conheci muitos amigos e me diverti”.

Yurika Yamazaki pode ser contatada através do [email protected]

Charles Williams é tradutor de Português do Collegian e pode ser contatado através do [email protected]

Gabriella Lalli Martins é editora de Português do Collegian e pode ser contatada através do [email protected]